Insulfilm fora da legislação pode render multa e infração grave

Insulfilm Residencial em BH

O insulfilm instalado e feito em PET (polietileno tereftalato), com especificação fora do que prevê a legislação do trânsito, representa uma infração grave de R$ 195,00 cinco pontos na carteira e retenção do veículo para regularização!

O que é permitido?

  • Primeiramente, certifique-se que o “insulfilm” escolhido tenha especificações de transparência dentro da lei.
  • 75% para para-brisa sem cor.
  • 70% para para-brisa colorido e vidros laterais dianteiros.
  • E 28% para vidros traseiros.
  • O percentual deve estar obrigatoriamente gravado em cada película, geralmente precedido pela letra G. Com base nessa marcação o agente de trânsito tem como verificar se o “insulfilm” está dentro da lei.

O que não é permitido?

  • A especificação G5 (preferida pelo público), que traz apenas 5% de transparência, está totalmente irregular, prejudicando a visibilidade.
  • A especificação G20, geralmente instalada em todos os vidros, exceto parabrisa, também é ilegal em automóveis.

Na hora de comprar…

  • Primeiro certifique-se que o seu veículo ao sair de fábrica já não conta com a película.
  • Uma pelicula de boa qualidade traz proteção contra raios UV e infravermelho e camada contra riscos hoje custa em R$ 600 e R$ 800 e pode demorar entre duas e quatro horas.
  • As películas antivandalismo, aquelas que evitam o vidro de ser quebrado, devem seguir as mesmas especificações.
  • Verifique se o acessório tem garantia e qual o prazo de cobertura.
  • Cheque se a película tem proteção contra raios UV.
  • E pesquise o histórico da fabricante e do instalador.

Via: serraf

, ,
One comment to “Insulfilm fora da legislação pode render multa e infração grave”
  1. Pingback: Películas Insulfilm Residencial melhoram segurança e protegem contra o sol e claridade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *